PARA HUGO MOTTA, O PMDB TEM os nomes para a vaga de senador

Nos próximos dias o ex-governador José Maranhão, também presidente estadual do PMDB, deverá ser convertido em personagem principal da disputa majoritária de outubro. Dono do melhor desempenho nas pesquisas para o Senado da República, JM deverá mesmo ser ungido a pré-candidato ao mandato, dando um fôlego a mais na chapa encabeçada pelo peemedebista Veneziano Vital do Rêgo.

Maranhão já admite mudar o seu projeto, que antes era de concorrer a vaga na Câmara Federal. De acordo com esse raciocínio, o Solidariedade poderia se somar a base aliada da candidatura do PMDB, já que abriria espaço para o deputado federal Benjamim Maranhão, presidente do SDD paraibano.

Caso ocorra o entendimento, o PT viria para o palanque da pré-candidatura de Veneziano sem ocupar espaços na chapa majoritária. Os petistas demoraram a tomar uma decisão. Expõe uma lista tríplice para escolha do nome para compor o Senado. São eles: Elenildo Morais (vice-prefeito de Patos), Giucélia Figueiredo e Nadja Palitot. Perdeu o prazo.

“Não podemos esperar o bem querer do PT”, disse o deputado federal Hugo Motta (PMDB), um dos maiores defensores da candidatura de Maranhão para o Senado Federal. “As pesquisas mostram que com ele ocupando esse espaço a candidatura de Veneziano cresce”, disse.

Ainda Motta: “O critério não é ter uma boa pessoa […]. Tem que ter voto”. O deputado destacou que os nomes apresentados pelo Partido dos Trabalhadores são todos qualificados. Pois bem, falta apenas voto.

A julgar por esse raciocínio, então, o candidato a senador na chapa de Veneziano será alguém que tem voto. O melhor dos nomes está dentro da “casa” do PMDB. Aliás, são dois: José Maranhão ou Manoel Júnior.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.