GOVERNO PERDE VOTAÇÕES DE goleada e mais um aliado disse: fui!

A guerra do governo “socialista” com a Assembleia quebrou a traquilidade das noites da Granja Santana, residência oficial do hoje governador Ricardo Coutinho (PSB). Amarram-se os espíritos. Há assombrações por lá em toda parte. Aparecem nos horários e nos lugares mais improváveis. Todo mundo é do contra e isso incomoda, perturba…

Quer coisa pior do que perder o apoio dos deputados, principalmente nos momentos mais difíceis, de crise por quem passa o virtual candidato à reeleição e governador de plantão. Pois bem, aconteceu nesta terça, 1º de abril, dia da mentira para muitos, mas para Ricardo é o da verdade, verdadeira.

Começa a sentir o quanto é cruel viver no isolamento, longe de tudo e todos. Isso decorre do rompimento com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), cujo afastamento provocou uma grande baixa na base do governo, comprovada com as votações em que a oposição venceu com folga a todos os embates de hoje.

A oposição saiu do plenário com uma vitória para se comemorar como a conquista de um título, comparando a uma disputa futebolística. Coisa jamais vista no Poder Legislativo do Estado. Na votação dos vetos do governador a projetos dos deputados ocorreram diversas goleadas.

Acompanhe os placares: 25 votos contrários, oito (8) favoráveis, ao governo. Um dos vetos chegou a receber 27 votos contra, apenas seis favoráveis. Nunca tinha ocorrido nesta atual composição do legislativo ou com a gestão comandada pelo governador Ricardo Coutinho.

Parece fim de governo, um mal pressagio para quem pretende concorrer à reeleição.

Para piorar sabe o que acontece: o governador Ricardo Coutinho perdeu mais um ex-aliado Edmilson Soares, então PSB. De público, Soares disse que acompanhará a orientação do PEN, seu partido, a partir de agora nas votações com a oposição. Ou seja, daqui pra frente, o governo só perderá de goleada no plenário da “Casa” de Epitácio Pessoa.

A fila anda.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.