CÁSSIO VAI TER BANCADA NA AL; base do governo ficará mais magra

Uma bancada do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) está para surgir na Assembleia Legislativa, cujos deputados integrantes já seguem o tucano desde outras jornadas eleitorais no Estado. Políticos como Carlos Dunga (PTB), Léa Toscano (PSB), Domiciano Cabral (DEM), Assis Quintans (DEM), Antônio Mineral (PSDB) e Branco Mendes (PEN), só para citar alguns, estão prontos para defender a possível candidatura do ex-governador.

Dunga já chegou a declarar que “seguirei o senador Cássio”, enquanto outros parlamentares preferem não se pronunciar agora; só depois que o senador Cássio oficializar a candidatura ao Palácio da Redenção. A deputada Léa Toscano, mesmo filiada ao PSB, deve reforçar o grupo cassista. Ela é esposa do prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano, também secretário-geral do PSDB.

O deputado Domiciano Cabral é outro nome certo na base cassista na Assembleia. Ele recentemente acompanhou o senador Cássio é um ato religioso na capital, junto com o deputado-suplente Vital Costa (PP), aliado do cassismo desde muito tempo.

Sabe o que significa o surgimento dessa nova bancada de parlamentares: o emagrecimento do bloco governista, que deverá ficar resumido aos deputados Hervázio Bezerra (PSB) – líder da bancada do governo -, Tião Gomes (PSL), Lindolfo Pires (DEM), João Gonçalves (PEN), Doda de Tião (PTB) e Edmilson Soares (PEN), embora este último tenha proclamado recentemente que ficaria com Cássio.

A deputada Eva Gouveia (PSD) fica na bancada do governo até uma definição final do seu esposo, o vice-governador Rômulo Gouveia (PSD). Ele anunciou que ficará com o governador Ricardo Coutinho, desde que lhe seja oferecida a vaga de senador na chapa à reeleição.

Pois bem, previsão de que os conflitos entre governo e legislativo vão aumentar.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.