TORRES DIZ QUE DA PARTE DO governador não existe rompimento

Passeando pelos estúdios da TV Master nesta segunda (10), onde concedeu longa entrevista no programa comandado por Alex Filho, o secretário Luis Torres (Comunicação Social) disse que o governador Ricardo Coutinho (PSB) está pronto para uma possível disputa contra o senador Cássio Cunha Lima (PSDB). No entanto, garante: “Não é esse o desejo e, sim, a manutenção da aliança, mas caso venha acontecer…”, afirmou admitindo o embate.

A maior demonstração de que o governo não considera como rompimento o episódio por causa das declarações da semana passada do deputado governista Tião Gomes (PSL), “que falou em nome do partido dele”, que “o tratamento dado aos tucanos que ocupam espaço na gestão não seria esse”. A propósito, o secretário adianta que não existe razão para ruptura.

“Não tem mesmo. Quem trabalha o rompimento da aliança é o senador Cícero Lucena e o deputado federal Ruy Carneiro (presidente estadual do PSDB), críticos desde que o governo do PSB se instalou na Paraíba”, ressaltou o jornalista Luis Torres que tachou os dois tucanos de “desesperados”.

Adiantou que os verdadeiros adversários do senador Cássio Cunha Lima tiram proveito da situação, “mas é o senador Vital do Rego, o deputado federal Manoel Júnior e o ex-prefeito Veneziano Vital  são os verdadeiros críticos de Cássio. No entanto, foram em defesa de Cássio porque interessa a eles o racha”, avaliou.

Confirmou que circulam no governo “socialista” vários nomes indicados pelo senador Cássio Cunha Lima, citando nominalmente os secretários Gustavo Nogueira (Planejamento), Luzemar Martins (Controladoria), Franklin Araújo (PBGás) e Maurício (cerimonial do governo).

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.