NA DEFESA DE NONATO BANDEIRA, a certeza de que Agra está no jogo

Tentaram jogar o ex-prefeito Luciano Agra ao mar, mas a lealdade do presidente estadual do PPS, Nonato Bandeira – vice-prefeito de João Pessoa – não deixou. Agra continua com a imagem intacta, com a mesma popularidade de quando deixou a prefeitura. Confirmasse que existe, de fato, uma preocupação com a movimentação política dele.

Jogou-se ao meio-fio um vídeo onde mostra um servidor municipal à disposição do ex-prefeito, desvinculado da administração desde o último dia do mês de dezembro de 2011, depois de fazer o seu sucessor. Não houve a repercussão que esperavam. Ouviu-se poucos comentários a respeito do assunto. Ou seja, não deu em nada.

Repercussão mesmo ocorreu com a nota assinada por Bandeira na defesa de Agra. Começa com o presidente do PPS/Paraíba dizendo que “era muito estranho que apenas um dia após as criticas do ex-prefeito Luciano Agra às obras paralisadas e ao índice de reajuste salarial do Governo tenha surgido um vídeo policialesco, passado para alguns portais, onde os passos de um homem público são seguidos e um servidor público é envolvido em uma clara tentativa de intimidação em nosso Estado”.

Prosseguindo, Nonato destacou: “Desde a última campanha eleitoral que investigaram a vida do ex-prefeito e como não encontraram absolutamente nada que o desabonasse moralmente surgem agora com esse vídeo que lembra a época da ditadura em tentar calar os críticos do regime (…). O servidor público em questão é amigo há 30 anos e quando não está trabalhando tem sempre o ajudado em tarefas que ele não pode fazer sozinho”.

Aí o vice-prefeito Nonato Bandeira resolver fazer tremer os supostos adversários políticos de Agra. “Se for para discutir mordomias, compras abusivas e usos de automóveis, aeronaves e servidores públicos em benefício próprio ou de familiares, eu estou pronto para fazer o debate na mídia, nas ruas, na Câmara, na Assembleia ou na Justiça…”.

“… Mas tentar calar a voz de um homem de bem, inclusive sem mandato, recorrendo a expedientes pouco recomendáveis nós não vamos admitir”.

Nonato expôs, ainda, que “a aproximação do período mais decisivo do calendário eleitoral deste ano já tem deixado muita gente tensa (…). Esse vídeo policialesco é só o começo do que virá por aí…”.

“… Agra e quem ousar ter opinião firme e independente neste Estado que se preparem, pois sei o que enfrentamos na última disputa eleitoral”, concluiu.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.