NA ‘FAXINA’ ANUNCIADA, PARTIDO bota pra ‘correr’ militantes ‘infiéis’

Conforme previsto, o PT paraibano optou pela desfiliação dos militantes que insistiram permanecer ocupando cargos nas administrações do PSB, no plano estadual, também do PSDB da prefeitura de Campina Grande; partidos adversários dos petistas da disputa nacional deste ano. Deu-se durante reunião da Executiva Estadual.

Foram afastados Carlos Alberto Dantas (secretário Executivo de Infraestrutura do Estado), Francisco Carlos da Silva Linhares (diretor de Fomento da PBTur), Maria Aparecida de Oliveira e Márcio Caniello (secretário de Planejamento de Campina Grande).

O partido decidiu ainda suspender por 60 dias os filiados Maria do Rosário Cardoso e Pedro Luis Freire, e encaminhar processo para a Comissão de Ética. Também foi noticiado o filiado Hélio Silva Barbosa (secretário-executivo do Orçamento Democrático da Paraíba), para apresentar em 30 dias, justificativa de participação em governo de oposição.

O Diretório estadual recebeu ainda do filiado Marenilson Batista, documento de exoneração das suas atividades na Secretaria de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, atendendo as deliberações partidárias, e, portanto não sofrerá quaisquer penalidades. Dizem que Marenilson entregou a função, mas segue usando a estrutura da Pasta, inclusive o carro, telefone e até o gabinete. Ele deve concorrer o mandato de deputado estadual este ano.

Por fim, acatou o pedido desfiliação de Ana Amélia Benevides Campos Japiassú. Um alerta para o deputado federal Luiz Couto, uma espécie de auxiliar “de luxo” do Palácio da Redenção.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.