Governador reeleitoral tenta atrair Cássio na base do toma-lá-dá-cá

Em troca do apoio à reeleição, Ricardo Coutinho (PSB) está disposto a ceder a cadeira de governador ao senador Cássio Cunha Lima (PSDB). Eis a carta na manga do “socialista” na tentativa de persuadir o tucano de não concorrer à sucessão governamental agora em 2014. O secretário estadual de Comunicação, jornalista Luis Tôrres, disse que a reforma do secretariado vai depender de Cássio. Ele deverá fazer a indicação de nomes para seis cargos com a futura mudança.

Tôrres adiantou que a aliança dos tucanos com os “socialistas” deve avançar. É fato que o governador Ricardo Coutinho pretende abrir as portas do Palácio da Redenção para o senador tucano, desde que desista da idéia de concorrer nas eleições deste ano. Não foi declarado quais as funções que deverão ser indicados por Cássio, tampouco se serão preservados os secretário Gustavo Nogueira (Planejamento) e Luzemar Martins (Controladoria).

O secretário Luis Torres jogou a informação no asfalto na manhã desta quarta (22), em Campina Grande, em entrevista que ele concedeu a Rádio Caturité.

A estratégia é atrair o senador Cássio Cunha Lima de todo jeito. Como político é fascinado por cargos, é possível que a aliança seja renovada com essa jogada de indicação de postos na estrutura administrativa do Estado.

É o chamado toma-lá-dá-cá.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.