PSB não quer entregar a vice e senatoria ao PSDB; conspira contra

Fogueira que se imaginava apagada voltou a pegar fogo novamente. As labaredas ardem em torno das vagas de vice e senador na chapa à reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB). “Socialistas” torcem o nariz para a idéia que se tem de levar o assunto ao senador Cássio Cunha Lima (PSDB), que se não for candidato em 2014 indicará os nomes de sua confiança para ocupar os espaços.

O partido do governador agirá com mão de gato, conforme informações que circulam nos corredores do Palácio da Redenção. Comenta-se que para não imprimir as digitais na operação, instila outros partidos da base do governo a alterar a voz para não deixar o tucano meter a mão nas duas vagas na chapa reeleitoral da legenda socialista.

Nada contra a exigência do PSDB. No entanto, acha o PSB que não se deve valorizar demais o senador Cássio, que é possível vencer as eleições de outubro sem a presença dele no palanque. Pode ser uma estratégia errada, mas os “socialistas” encomendaram uma pesquisa para saber se, de fato, CCL está com toda essa musculatura a ponto de exigir a vice e senatoria.

A propósito, o pescoço de Cássio foi tema de uma discussão interna do PSB depois das declarações dele informando o PSDB iria avaliar o governo antes de formalizar o acordo para repetição da aliança de 2010.

Esse pessoal do PSB gosta de brincar com fogo. Vão acabar antecipando o rompimento.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.