Petistas concluem listas sobre petistas pendurados em cargos

Os petistas pendurados em cargos comissionados no Estado têm três semanas para entregá-los, sob pena de serem expulsos do partido que fazem “juras” de amor. Tem-se conhecimento de poucas funções, mas a relação do que se imaginava é maior.

A decisão vale tanto para o Estado e a Prefeitura de Campina Grande, onde também existem filiados petistas pendurados em cargos públicos. O presidente estadual do PT, Charliton Machado, jogou no meio-fio que o partido vai cumprir o estatuto.

Vai-se o estatuto for respeito na integra até o deputado federal Luiz Couto, “infiel” como os demais, também sofrerá a mesma sanção. Afinal de contas, o parlamentar vem desrespeitando as regras partidárias desde as eleições municipais de 2012, quando apoiou a candidata do PSB.

Assim que se esgotar o prazo, “partido vai deliberar sobre o caso”, revelando que “é inevitável”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.