Maranhão vê pioneirismo o voto de repúdio dado pela AL ao sucessor

Em entrevista televisiva concedida nesta quinta (5), o presidente estadual do PMDB, ex-governador José Maranhão, instado a falar sobre o voto de repúdio que recebeu da Assembleia o seu sucessor Ricardo Coutinho (PSB) disse que “nunca houve isso na vida pública da Paraíba, quiçá do Brasil, um governante em pleno exercício do cargo ter o seu nome rejeitado pelo parlamento”.

Maranhão tem razão. O pioneirismo é uma coisa típica da Paraíba e essa “homenagem” ofertada ao atual governante do Estado. Inclusive já deveria ter ocorrido. Não por Ricardo ter prometido dar uma “surra de vara” nos opositores, mas por ter fechado mais de 200 escolas públicas e mais recentemente 30 delegacias de polícia.

Para o presidente dos peemedebistas paraibanos, o governador “socialista” tem dado motivos para esse sentimento. “Primeiramente, ele (RC) vem governando de costas para o povo da Paraíba e, depois, age como se a Paraíba não existisse antes do seu governo…”.

“… Qualquer dia desses nós vamos assistir o governador convidar a sociedade paraibana para inauguração da Ponte Sanhauá”, ironizou.

Maranhão considerou de mau gosto e infeliz as declarações do governador, que no dia do seu aniversário proclamou que daria uma “surra de vara” nos adversários. “Felizmente, ninguém na Paraíba, terra pacífica, pensaria num absurdo dessa natureza. Isso é uma falta de respeito”, concluiu.

maranhao

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.