Fim de linha para o secretário Cláudio Lima; se Campos deixar

O secretário da Segurança Pública, Cláudio Lima, deverá deixar o governo em breve. O blog apurou que seja substituído imediatamente. Chegou ao repórter a informação que ele teria ido ao governador Ricardo Coutinho e admitido: “Perdi”. Entenda-se que perdeu a guerra para o crime. Ou seja, permanecer na função é o mesmo que levar o governo ao fundo do poço.

A única possibilidade de Cláudio Lima continuar secretário seria uma intervenção do governador Eduardo Campos, presidenciável e tutor dele junto do Palácio da Redenção. A Polícia Federal, de onde é oriundo Lima, é quem deve estar comemorando o possível retorno do seu competente delegado. O entrave governamental impediu o exercício do trabalho do profissional.

O fim de linha de Cláudio Lima – se ocorrer, claro – poderá acontecer em virtude da matéria exibida pelo Jornal do SBT, narrada e comentada pela excelente jornalista paraibana Raquel Sheherazade, que muito nos honra.

Ela expôs o comentário televisivo ao seu blog, quando ressalta que “a Paraíba onde eu nasci e cresci era uma ilha de tranqüilidade e segurança. Casas de muros baixos, janelas sem grades, portas às vezes destrancadas”.

Pontuou: “Violência, quando se falava dela, era notícia excepcional, não fato normal, explorado até a última gota pelos jornais…”.

“… Quarto estado mais violento do país, dominado por organizações criminosas que disputam o tráfico de drogas…”.

“… Segue uma triste tendência de todo Nordeste, que apesar do desenvolvimento econômico, viu crescer a criminalidade como nunca!

Sheherazade narra, ainda: “A exemplo do Sudeste, o crime, na região se fortaleceu nas fraquezas do Estado. Organizou-se e empoderou-se enquanto o poder público foi inoperante, a Justiça tolerante, enquanto os políticos foram omissos…”.

“… Agora, a sociedade paga um alto preço por todo esse descaso (…). E o Brasil, que se orgulhava de ser um povo pacífico, vive tempo de guerra”.

Ao concluir sua peça, a jornalista paraibana no Jornal do SBT cravou: “Os criminosos perderam o pudor. Nós perdemos a paz”.

OBS – Uma verdade nua e crua.

Em sendo assim, se o governador do Estado não fizer valer a caneta a situação tende a piorar e a Paraíba, mais vezes, seguirá sendo alvo de manchetes do noticiário nacional por causa da inoperância no combate a violência no quarto estado mais violento do país.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.