Para justificar o injustificável, João diz que PSDB tem dono: Cássio e…

Da nova safra dos políticos paraibanos, o deputado João Gonçalves (foto), ex-PDT, ex-PSDB, ex-PEN; foi o que mais mudou de partido em curto intervalo de tempo. Atualmente, está filiado ao PSD do vice-governador Rômulo Gouveia. Mas volta e meia tem uma recaída pelo PT do prefeito Luciano Cartaxo.

Também, apóia o PSB e o governador Ricardo Coutinho e, vejam vocês: na campanha de 2010 ele trabalhou pela reeleição do ex-governador José Maranhão (PMDB).

Alguém entendeu alguma coisa? Claro que não. João é governista e não abre mão disso. Chega a desconhecer a própria origem política. O começo de tudo. Tenta justificar de alguma forma que não apoiará o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), na hipótese dele concorrer a governador nas eleições do próximo ano.

Ele estava para desembarcar sua filiação no ninho dos tucanos. Mas mudou de idéia. Revelou ao portal PBagora que o PSDB tem dono e que eles decidem do jeito que querem. Qual o partido que não é assim?

Agora, vem o deputado João Gonçalves com a velha e antiga cantilena de que não gostou do rumo que o PSDB tomou na eleição passado. Disse que tentou sair novamente candidato a prefeito de João Pessoa e não teria sido aceito, preferindo escolher o senador Cícero Lucena.

Interessando é a justificativa: “Tem momentos que a gente tem que entender que os partidos têm dono e decidem do jeito que querem e vice fica na obrigação de cumprir. Sem diálogo democrático e nem adianta que não tem espaço”.

O dono a que se referiu o parlamentar é o senador Cássio Cunha Lima. Ou não?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.