Denúncia de fraude no PPS envolve pessoas que trabalham para governo

Sai semana, entra semana e o PPS paraibano continua pendurado nas manchetes. Em posição de constrangimento. Agora mesmo a denúncia é de fraude na manipulação de filiações partidárias. Foi feita pelo vereador Bruno Farias, escolhido presidente da Comissão Provisória do partido em João Pessoa.

Mais de 115 pessoas filiadas ao partido tiveram seus nomes excluídos da lista e substituídos imediatamente. Dentro dessas filiações, segundo o vereador Bruno, “constatamos nomes de pessoas que trabalham no governo do Estado e de familiares do ex-presidente municipal Fábio Carneiro”.

Um grupo de amigos do Palácio da Redenção teria pegado uma carona nas asas do Partido Popular Socialista.  “Esse elenco de irregularidades fez com que o PPS nacional tomasse uma decisão radical de dissolver o Diretório de João Pessoa…”.

“… Podemos afirmar que estamos diante de um crime de falsidade ideológica. Vamos recorrer a Justiça e pedir a elucidação do caso”.

A mudança na instância partidária está servindo para alguma coisa.

bf

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.