Só Nonato comandou as filiações no PPS. Gilma ficou no “vai vai”

Sob o comando do vice-prefeito Nonato Bandeira, o PPS anunciou as filiações do médico Américo Cabral, suplente de deputado estadual e abandonado do PSB. Também, do secretário Executivo de Turismo de João Pessoa, Leo Johnson; do vice-presidente da API, João Pinto; do militante evangélico Haydê Lapenda; do líder comunitário Cosme Vasconcelos e o cantor popular Duquinha.

Enquanto o vice-prefeito Nonato trabalha para fortalecer o Partido Popular Socialista para as eleições de 2014, sua concorrente deputada estadual Gilma Germano na disputa interna da legenda, “enquanto isso esvazia o nosso partido”, lamentou Bandeira.

“Foi um comportamento deplorável. A gente podia ter crescido muito. Eles anunciaram vários nomes e não trouxeram um único filiado para fortalecer a legenda. Pelo contrário, estimularam a saída de membros do partido e a deputada Gilma não conseguiu sequer trazer o marido, Buba Germano, que assumiu a dependência total do governo ao entrar no PSB…”.

“… Mas isso faz parte do passado. Vamos trabalhar com quem quer construir o novo PPS paraibano”.

É verdade. Gilma prometeu a filiação dos deputados estaduais Hervásio Bezerra e Iraê Lucena. E nada! Um assinou a ficha no PSB e a outra sentou praça no PSDB.

Atualização: O vice-prefeito Nonato Bandeira informou agora a pouco as filiações do ex-deputado Ariano Fernandes, que tem atuação política no Vale do Mamanguape; do medido José Liberalino e do jornalista Carlos Aranha.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.