Tucanos viram página das filiações; entra em cena a pré-candidatura

Palavras do deputado federal Ruy Carneiro, presidente estadual do PSDB: “A tese de candidatura própria é majoritária na instância do partido. Eu defendo”. Sabe o que significa isso: os tucanos parecem decididos a lançar um nome para disputar o governo em 2014 contra o ainda aliado governador Ricardo Coutinho (PSB).

A promessa de grandes filiações “goraram”. O deputado Ruy Carneiro explicou: “O que tínhamos de novidades já apresentamos, mas normal porque somos um partido antigo. Por isso só se justifica”, comentou.

No balanço preliminar das filiações para as eleições de 2014, o dirigente tucano disse que “nestas primeiras movimentações fomos bem”. Será que ainda existe uma carta na manga para os minutos finais deste sábado (5)? Tudo pode acontecer, inclusive nada.

Ainda sobre a candidatura própria ou não, Ruy adiantou que “é a primeira das teses; a outra é a renovação da aliança de 2010”. A segunda é colocada num plano inferior na opinião do presidente do PSDB paraibano, dando entender que se não vingar a primeira ele, mais uma vez, abrirá dissidência.

Isso aconteceu em 2010, quando Ruy e o senador Cícero Lucena divergiram da linha do senador Cássio Cunha Lima, que se apoiou o projeto socialista e saiu vitorioso.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.