ENTREVISTA: Vital diz que intenção é estender aliança PMDB/PT

 vitalzin

O senador Vital do Rego afirma: “Nossa expectativa é formar uma aliança com o PT para a eleição estadual”. Presidente da Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante do Senado, Vital trabalha a extensão a união do plano nacional com os petistas para a Paraíba.

Em entrevista ao blog, o senador disse que as conversas estão bem adiantadas com o presidente nacional do PT, Ruy Falcão. “Como nós, ele (Falcão) tem manifestado a intenção de estender essa aliança”.

Sobre o ex-prefeito Luciano Agra (PEN), o senador Vital disse que uma aliança com o partido dele é natural e considera um bom nome para compor a chapa majoritária: “Ele tem credibilidade”, apontou.

Disse que tem conversado com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), mas nada sobre política-eleitoral. Não perdeu tempo para alfinetar o governo do Estado, que adiantou ter se isolado do governo federal.

Abaixo a entrevista:

 – Qual sua expectativa para o pré-acordo que acomodaria o PMDB/PT e partidos aliados do governo federal na campanha para governador do seu irmão Veneziano Vital?

O presidente nacional do PT, Ruy Falcão, tem manifestado a intenção de estender a aliança nacional para os estados. Nós temos conversado muito a respeito dessa questão e nossa expectativa é que, no tempo certo, vamos consolidar a união de outras campanhas.

– O PMDB bateu o martelo. Veneziano é mesmo o pré-candidato do partido?

Eu espero que ele seja o candidato, mas nós ainda vamos conversar sobre isso. Se outros nomes surgirem nós vamos discutir, porque o importante não é ter o candidato e, sim, formarmos a aliança. Veneziano segue trabalhando, trabalhando muito.

– Em João Pessoa, o ex-prefeito Luciano Agra parece que estar bem popularmente e eleitoralmente. Ele será avaliado para ser uma opção a compor a chapa majoritária?

Não sei se ele tem voto, mas tem credibilidade. Sei que náo foi testado, mas a população daqui da capital sabe que ele fez uma boa administração, enquanto Luciano Agra foi prefeito dessa cidade. É um bom nome, sim, para compor a chapa majoritária.

– Comenta-se de conversas sua com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB). É possível unir esses dois lideres em torno de uma união política-eleitoral?

Converso muito com o senador Cássio, mas não de política-eleitoral. Aliás, tenho conversado com todos os partidos, também com aqueles que podem somar com o projeto de oposição. Por exemplo, conversei com o PEN e achamos que essa aliança nossa será muito natural.

– Cabe uma terceira via na hipótese de Cássio confirmar a candidatura dele?

Respeito a posição dele. Agora, se ele vier a disputar a eleição do próximo ano será mais um candidato de situação, porque foi Cássio que conduziu a eleição do governador Ricardo (Coutinho) e, por isso, não vejo esses dois se distanciarem.

– Voltando a candidatura (pré) de Veneziano. Ele está preparado?

O PMDB entendeu que Veneziano reúne todo espírito para ser o candidato do partido. Ele está em um momento certo e todos entendemos e enxergamos isso.

– O governo estadual não atravessa um bom momento. Aliás, não se encontrou ainda. Qual sua avaliação da gestão socialista?

Pior de tudo é que não há diálogo com os segmentos da sociedade. Outro grave problema é que a Paraíba não tem projetos, não tem grandes obras. Por isso não tem espaço no governo federal. Eu tenho presenciado os governadores nestas reuniões administrativas e presenciei o que é ter gestão e levar projetos de desenvolvimento para os estados. O governo da Paraíba se isola. Nós temos um estado isolado. E falo isso não como opositor, mas como político. A Paraíba não consegue trazer nenhuma grande empresa pra cá. Estamos em estado de letargia.

Mas existe, de fato, esse distanciamento do governo com sua bancada federal?

A dificuldade é grande de relacionamento com esse governo. Quando estive na presidência da Comissão de Orçamento do Congresso Nacional nós procuramos o governo e preparamos o orçamento de 2012 com 26% de incremento. Devo dizer que foi a bancada que lutou por isso, não o governador. A bancada paraibana é muito unida. Só que o governo não participa.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.