Na “caça” aos cassistas, William Tejo é exonerado da Funesc

Conforme noticiado aqui, o Palácio da Redenção começou a retaliação aos aliados do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), virtual candidato ao governo nas eleições de 2014. A “caça” começou nesta terça (27) com a exoneração de William Tejo Filho, que não é mais vice-presidente da Fundação Espaço Cultural.

A exoneração de William Tejo (foto) é uma espécie de “aviso” aos cassistas que ocupam cargos na administração pública. Acontece no instante em que o senador tucano sinaliza com o rompimento da aliança com o PSB. Será que Cássio foi avisado da mudança? Parece que não.

O Diário Oficial do Estado desta terça (27) traz remanejamento de auxiliares do Palácio da Redenção. Por exemplo: Lúcio Flávio de Sá Leitão Vasconcelos abre espaço para Walter Aguiar, novo secretário da Casa Civil. Aguiar deixa a Secretaria Executiva do Turismo. Já Lúcio Flávio volta a chefia de gabinete do governador.

Waldir Porfírio da Silva sai da chefia de gabinete do gabinete do governador para ocupar o cargo de menos importância de assessor institucional para Assuntos de Cidadania.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.