Vem de Pitimbu denúncia grave; prefeito nega acusações

O escândalo dos consignados está de volta ao noticiário. Veiculada no blog Pitimbu Notícia, o suposto malfeito tem a ver com a gestão do prefeito Leonardo José Barbalho Carneiro (PSD). Repassada pelo gerente do Banco do Brasil – agência localizada em Alhandra -, conhecido por Luiz Carlos, aos vereadores de oposição a informação coloca Carneiro no “olho do furacão”. Ele teria autorizado empréstimos consignados junto ao BB e há cinco meses os valores descontados nos contracheques dos servidores não estão sendo descontados.

Mais greve impossível. A denúncia dá conta da realização de 220 empréstimos consignados, destes, segundo informações, 30 foram feitos por meio de familiares do prefeito e mais de 80 no nome de pessoas que, sequer, são funcionários da prefeitura.

Ato dessa natureza se constitui em crime apropriação indébita e por ele o prefeito poderá sofrer sanções por improbidade administrativa. Devido o foro privilegiado, a denúncia deverá deverá ser feita ao Pleno do TJ,  na hipótese de vir acolher parecer da Procuradoria Geral de Justiça. Leonardo poderá até ser afastado do posto.

Os servidores, esses sim, poderão ser os grandes prejudicados. O Banco do Brasil, por não ter recebido tais parcelas mensais, poderá inscrever os servidores supostamente inadimplentes nos cadastros de maus pagadores do SERASA e do SPC.

NOTA

Em nota, o prefeito Leonardo José Barbalho Carneiro nega que tenha autorizado os 220 empréstimos consignados junto ao Banco do Brasil. Sustenta ser improcedente a notícia de que teria autorizado empréstimos consignados a familiares e em nome de pessoas que não são funcionários da prefeitura.

Assim sendo, o chefe do executivo municipal já decidiu que vai interpelar, na justiça, todos aqueles que estão por traz das denúncias infundadas para que comprovem cada uma delas. 

Segundo o prefeito, nenhum empréstimo consignado foi autorizado pela gestão atual a nenhuma instituição bancária. Desta forma, ele lamenta a atitude sensacionalista adotada por seus adversários políticos com o objetivo de macular a sua administração. 

De acordo com Leonardo, a gestão anterior foi quem autorizou empréstimos consignados de pessoas que não estão na folha de pagamento dos servidores da prefeitura. A maioria dessas pessoas ocupava cargos comissionados na gestão do seu antecessor.

Diante disso, o prefeito Leonardo Barbalho determinou a criação de uma comissão para verificar quais as pessoas beneficiadas com o empréstimo e porque foi autorizado.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.