Veneziano: “segurança pública na Paraíba é uma calamidade”

“Na Paraíba, a segurança pública é uma calamidade”. A observação foi feita pelo ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital, pré-candidato ao governo do Estado em 2014 pelo PMDB. Deu-se durante visita ao município de Cuité, localizado no Curimataú paraibano.

Disse mais: “A Paraíba tem hoje um déficit superior a 11 mil policiais (…). Vimos em rede nacional um relatório do Ministério da Justiça mostrando que um policial militar aqui no Estado tem que fazer rodízio de coletes e de armas porque não tem equipamentos para todos…”.

“… Para se ter uma idéia da situação de caos neste final de semana, em João Pessoa, ocorreram 13 assassinatos. É um absurdo”.

Veneziano adiantou, ainda: “A Paraíba precisa ser vista com olhos de responsabilidade pelo seu gestor e não ficar com as máximas promessas em períodos eleitorais, dizer que vai transformar o Estado em quatro anos, construir 40 mil casas, ter as melhores relações com os servidores estaduais; fazer 40 anos em 4”. 

Ainda sobre o funcionalismo, ele criticou a falta de diálogo com as diversas categorias e as decisões de retirar conquistas históricas dos funcionários públicos estaduais. “Agora mesmo nós vimos que o governador vetou conquistas para os servidores públicos apresentadas pelo parlamentares na Assembleia Legislativa e logo em seguida conseguiu que esses vetos fossem mantidos. Isso é o que devemos lastimar”.

Veneziano lamentou a falta de ações do governo no Curimataú paraibano durante entrevista a Jaqueline Oliveira, da Cuité FM. O pré-candidato criticou a leniência do Palácio da Redenção em áreas importantes, como saúde, educação, geração de emprego e renda e segurança pública.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.