Deputado diz que saída do PMDB não passa de “fuxico do mal”

Não passa de fuxico a informação da saída do deputado federal Benjamim Maranhão do PMDB, ou da divergência dele com o ex-governador José Maranhão – seu tio, presidente estadual do pemedebê.

Em entrevista ao programa Rede Verdade (TV Arapuan) desta segunda (10), ele disse que não deixará o partido e que vai disputar a reeleição, motivo de possível divergência com o tio, que também desejaria concorrer ao mesmo mandato.

“Eu sou candidato a reeleição, um direito inegociável”, asseverou Benjamim. Ele adiantou que existe um acordo com Maranhão neste sentido. “É questão montada, com a intenção de desestabilizar o trabalho da presidência do PMDB”.

Plantão a crise no  ambiente do partido porque a pré-candidatura de Veneziano Vital do Rêgo está incomodando aos adversários. “Tanto é verdade, que vivem plantando notícia na mídia contra o PMDB”, enfatizou.

Benjamim frisou, ainda, que cumpriu sua missão como presidente do PMDB de João Pessoa, mas que continuará colaborando para o fortalecimento do partido da capital do Estado. “Acho apenas que a presidência deveria ser ocupada por um vereador”.

Como se sabe, o deputado federal Manoel Júnior é quem está ocupando a vaga de presidente do partido na capital.

Concluiu afirmando que “tenho a palavra de José Maranhão que não é candidato a Câmara Federal”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.