Governo ainda não explicou os R$ 8 milhões da Vila Isabel

Há uma frase de um personagem de Dostoiesvsk que se enquadra perfeitamente nos dias atuais vividos pelo governo “socialista” da Paraíba. Diz o seguinte: “Se Deus não existe, tudo é permitido”.

Parece ser isso mesmo. Não está longe da frase acima ser comparada a descoberta desta semana, que a viúva pagará R$ 8 milhões que serão torrados numa única noite do desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro durante o período do carnaval.

O blog apurou nesta quinta (8) que o governo estuda um jeito para explicar a população que é “mentira”, que o noticiário não passa de um “factóide” mesmo que a documentação da negociata tenha sido jogada no meio-fio e comprova o equivoco do Palácio da Redenção.

Ainda não se sabe quem intermediou o entendimento governo/Vila Isabel. A informação é que teria sido um prefeito do interior do Estado.

A descoberta pegou o governo do “socialista” Ricardo Coutinho desprevenido, que passados mais de 48horas ninguém veio à praça para dar uma explicação. Ficou feio, muito feio… Tão feio que tem gente com vergonha de botar a cara do lado de fora.

Pior da infração é saber que existe 600 mil pessoas passando fome na Paraíba, que há problemas sérios a serem resolvidos e que os R$ 8 milhões destinados a Vila Isabel daria para construir quase duas mil unidades habitacionais.

Quem crer, Deus existe. Porém, parece não está em toda parte.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.