Cássio quase disse: “sou candidato porque o povo quer”. Fica pra 14

O distanciamento do governador Ricardo Coutinho (PSB) da sociedade e a dificuldade de dialogar com os servidores públicos, por uma coincidência e outra, forçam ao senador Cássio Cunha Lima (PSDB) a sinalizar, desde já, com sua candidatura ao governo do Estado nas eleições do próximo ano.

Presente a um evento do Ministério Público na manhã desta sexta (12), Cássio deu claros sinais que não existe outro caminho, até porque ele sabe perfeitamente que o “não” poderá contrariar o clamor da população, principalmente dos servidores públicos do Estado.

Perguntado sobre 2014, o senador tucano disse que “ainda estamos em 2013 e devemos pensar em eleições no ano das eleições”. O repórter Fernando Braz, do programa Rádio Verdade, do Sistema Arapuan de Comunicação, perguntou-lhe:

– Senador, quanto o cenário para 2014?

Cássio: “Esse assunto vamos deixar para 2014 (risos)”.

– Inclusive, sua candidatura ao governo do Estado?

Cássio: “Inclusive, a candidatura”.

O que mais irrita o senador Cássio Cunha Lima é ouvir dos servidores públicos que estão trabalhando sobre forte pressão emocional, principalmente depois que o governador baixou o decreto estabelecendo dois expedientes.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.