RC critica Cartaxo; secretário responde: “Não fechamos escolas”

Depois de servir à platéia (imprensa) a ração diária de ataques ao prefeito de João Pessoa, Ricardo passou a discorrer sobre o programa social da Prefeitura que irá beneficiar mais de 55 mil estudantes da rede municipal de ensino.

“O passe livre não existe (…). É uma farsa (…). Não beneficiará nem 40 estudantes, porque as escolas municipais estão todos nos bairros”.

Disse pior: que nem pensa em fazer o mesmo no Estado. Ou seja, os estudantes do Lyceu Paraibano que estiveram na Câmara Municipal de João Pessoa tirem logo o “cavalinho” da chuva.

Registrou uma novidade: a preocupação com sua campanha a reeleição, sobretudo em João Pessoa, em que perdeu totalmente o discurso, conforme ficou comprovado ao demonstrar sua irritação com Cartaxo.

Como se sabe, o governador já foi derrotado na eleição do principal colégio eleitoral do Estado e, certamente, agora receia perder novamente para Luciano Cartaxo, também na capital, na eleição de 2014.

Talvez, por isso, toda irritação do candidato a reeleição contra o “Passe Livre” do prefeito Luciano Cartaxo.

Secretário – Enquanto o governador “socialista” destilava sua irritação, o professor Luiz Júnior, secretário municipal de Educação, em entrevista ao programa Rede Verdade (TV Arapuan), lamentava as declarações do chefe do Executivo do Estado.

“Não sei como um governador contesta um direito dos estudantes, que vai ajudar muitas famílias na economia de gastos com transporte coletivo dos seus filhos…”.

“… Bom lembrar uma coisa: o município não fechou escolas e nem privatizou universidade (estadual)”.

De acordo com o secretário Luiz Júnior, “o município não quer conflitos, a menos que o senhor governador esteja destoante da realidade da cidade de João Pessoa…”.

“… Estamos trabalhando em busca de uma cidade cada vez mais próspera; fazendo a sua parte (…). Esperamos que o governador faça a sua”.

A ciumeira promete ser ainda maior depois do anuncio feito da aquisição de 11 ônibus pelo Município, que servirão para transportar crianças e adolescentes com deficiência para as creches e escolas do Município, “adaptados e grátis”, destacou.

“Além disso, um centro de línguas estrangeiras para preparar os pessoenses para o advento da Copa do Mundo e Copa das Confederações (…). João Pessoa será um centro importante e estará no meio de estados que sediarão o Mundial…”.

“… Tem mais: o prefeito Luciano Cartaxo já autorizou a realização de concurso público para preenchimento de mil vagas para professor e 300 vagas para trabalhadores em educação”.

Enquanto o prefeito trabalha, o programa administrativo do governador ganha ares de comício.

Receita-se sal grosso para o prefeito Luciano Cartaxo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.