100 Dias: “Passe Livre” de Luciano Cartaxo desnorteia a oposição

Os 100 dias do prefeito Luciano Cartaxo (PT) nesta quarta (10) é tempo bastante para mostrar que sua capacidade administrativa vai dar trabalho aos futuros adversários políticos. Basta lembrar que amanhã tem anúncios importantes, entre eles o “Passe Livre”, um sonho antigo da classe estudantil municipal de João Pessoa.

A decisão do prefeito da principal cidade paraibana vai beneficiar os alunos da Rede Municipal de Ensino. Trata-se de uma política pública voltada única e exclusivamente para os estudantes municipais, com a Prefeitura concedendo gratuitamente a passagem de ida e volta para as escolas nos transportes públicos.

É importante destacar que o compromisso de campanha terá 100% de financiamento da Prefeitura, através de sua Secretaria de Educação, sem gerar ônus para a população usuária do transporte coletivo. O anuncio será feito às 11h desta quarta (10), um marco da administração municipal.

Ao completar 100 dias de governo, além do “Passe Livre”, o prefeito Cartaxo estará anunciando outras ações, a exemplo da assinatura da ordem de serviço para urbanização da comunidade Saturnino de Brito, em Jaguaribe, também entrega da nova pavimentação as asfáltica e iluminação da orla.

A obra de urbanização da comunidade Saturnino de Brito terá um investimento na ordem de R$ 24,7 milhões, beneficiando mais de cinco mil famílias na melhoria da infraestrutura, a exemplo de rede de esgoto e água, além de pavimentação. Na orla marítima, com o serviço de recuperação asfáltica, foram investidos R$ 1,5 milhões.

Consenso: Tornou-se consensual entre os adversários do governo municipal a percepção de que, a menos que ocorram tropeços, não será fácil se opor a Dilma.

Avalia-se que Cartaxo revelou-se dono de uma personalidade própria. Distancia-se do ex-prefeito Ricardo Coutinho (PSB) num ponto crucial para uma boa gestão: o diálogo. Luciano mantém o estilo desde sua época de vereador.

Aproximou-se da população, mantém um fino trato com os servidores municipais. Como se fosse pouco, revelou-se capaz de gestos como dialogar com os vereadores da bancada de sustentação do seu governo e até oposição, coisa que, nem de longe, acontecia.

A própria oposição passa a enxergar nos acertos do prefeito Luciano Cartaxo um entrave adicional para pôr em pé um discurso alternativo.

Preocupado com o bom desempenho do prefeito nestes 100 dias, a oposição – leia-se o governador Ricardo Coutinho – perdeu vocação para agir ao seu estilo. Reza baixinho por um tsunami que destrua a perspectiva de poder longevo que Luciano Cartaxo passou a representar.

Entre quatro paredes, o governador tem pedido comedimento. Sabe que uma arquibancada barulhenta poderia soar impatriótica.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.