Vereadores derrotam ‘Mega-Sena da Virada’ do prefeito Agra

A Medida Provisória 118 conhecida como o projeto dos sonhos do prefeito Luciano “no fim de mandato” Agra, rejeitado por 15 votos contra cinco pelos vereadores de João Pessoa, se transformaria numa espécie de “Mega-Sena da Virada”. A idéia era desvincular recursos na ordem de R$ 168 milhões, provenientes do Fundo de Urbanização e do Empreender/JP.
Só do Fundo de Urbanização, a proposta retirava do Fundo de Urbanização cerca de R$ 44 milhões, recursos ao invés de serem investidos em construção de unidades habitacionais seriam destinados para outras finalidades. Segundo informações, até para o pagamento a fornecedores da prefeitura na gestão do atual prefeito.
Agra tinha falado com o sucessor Luciano Cartaxo (PT) para interceder na votação, mas não teria obtido sucesso. A derrota começou pela Comissão de Constituição e Justiça. O parecer do vereador Fernando Milanez (PMDB) foi pela inconstitucionalidade, voto acompanhado por outros três parlamentares.
Convertidos em lobistas de si mesmos, vereadores da base do prefeito chegaram a apelar a aprovação da Medida Provisória, que felizmente não aconteceu na opinião da vereadora Sandra Marrocos:
“Seria uma atrocidade se essa Casa (Câmara Municipal) aprovasse essa MP do prefeito, que representava retirada de benefícios de pessoas carentes para outras finalidades, até beneficiar pessoas de posses”. Comentou.
Agra “final de mandato” saiu derrotado. Essa foi a melhora notícia desse final da atual legislatura.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.