Dom Delson demonstra tristeza e decepção

O arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson (foto), disse ontem, em entrevista coletiva, que “o patrimônio [do Padre Egídio Carvalho] tem uma soma que nos entristece”. O líder religioso parece não acreditar no que está acontecendo.

Se realmente verdade é uma questão grave para um sacerdote e ministro de Deus que trabalha para os pobres”, ressaltou.

Egídio está sendo responsabilizado, conforme investigação do Gaeco, por diversas irregularidades quando esteve à frente do Hospital Padre Zé. A mais recente são dois empréstimos juntos a bancos aqui de João Pessoa, que somados chegam a R$ 13 milhões.

Ainda na coletiva de imprensa, o arcebispo Dom Delson afirmou que “é natural um padre possuir um carro, ou casa. Mas a orientação é que o religioso tenha sempre uma vida sóbria e tranquila […] A maioria dos padres vivem assim”.

E complementa: “É uma vergonha que um instrumento de Deus tenha sido atraído para isso. A gente sente porque foi um homem preparado para anunciar o evangelho, testemunhar a fé e tenha sido instrumento para uma coisa dessa natureza”.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.