‘Indignos’ apreende vinhos e fogão avaliado em R$ 80 mil

Na busca e apreensão cumprido na manhã desta quinta-feira (5), em endereços do Padre Egídio Carvalho Neto (foto), um dos alvos da Operação “Indignos”, o Gaeco apreendeu três caixas com vinhos internacionais.

Mostra que o religioso, acima de tudo, tem bom gosto. Tanto é verdade, que foram vasculhados endereços em João Pessoa e São Paulo. Também em propriedades localizadas no entorno da capital paraibano.

A “Indignos”, cujo batismo combina perfeitamente com o investigado, ainda mais em se tratando de um integrante da Arquidiocese da Paraíba, identificou diversas irregularidades no Hospital Padre Zé.

Ainda com relação as garrafas de vinhos, cada uma delas custa em torno de R$ 1,600, valor que pode ser adquirido através da internet. A apreensão do produto está estimada em aproximadamente R$ 30 mil.

Consta, ainda, no estilo “bom gosto” de Egídio um fogão avaliado em R$ 80 mil. O eletrodoméstico estava na granja de propriedade dele, localizada no município de Conde. Diz-se ser uma verdade ostentação.

Pois bem. Veja os endereços visitados pelo Gaeco como sendo de propriedade do Padre Egídio:

Uma granja no Conde, na comunidade Guaxinduba, litoral sul da Paraíba;

– Dois apartamentos no edifício Ilha dos Corais, no Cabo Branco;

Dois apartamento no edifício Saulo Maia, também no Cabo Branco;

– Um apartamento no edifício Jardim do Atlântico, no Cabo Branco;

Um apartamento no residencial Luxor Paulo Miranda, no Cabo Branco;

– Um apartamento em um edifício no residencial Ville Jardim, bairro Jardim Cidade Universitária;

Um apartamento em um edifício nas proximidades da Praça da Paz, nos Bancários.

É um patrimônio de causar inveja a qualquer trabalhador comum. Resta saber qual a conclusão da busca e apreensão realizada em São Paulo.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.