Egídio está afastado das atividades eclesiásticas

A Arquidiocese da Paraíba afastou o padre Egídio de Carvalho Neto (foto) das atividades religiosas, proibido, inclusive de concelebrar missas. A decisão vai até o final das investigações de desvio no Instituto Padre Zé.

Conforme a decisão do arcebispo Dom Manoel Delson, o padre Egídio “está proibido de exercer qualquer ofício ou encargo eclesiástico nesta Arquidiocese, não tendo jurisdição para presidir ou administrar, publicamente, qualquer sacramento ou sacramental, até o término do procedimento de investigação penal perpetrado nos temos do direito canônico”.

O padre Egídio já tinha sido afastado da presidência do Hospital Padre Zé, também da função de Pároco logo após vir à tona o escândalo do desvio de aparelhos telefônicos doados pela Receita Federal.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.