Ricardo insiste com sua candidatura, mesmo suja

No último dia do prazo para substituição de candidatura, o inelegível [ficha suja] Ricardo Coutinho (PT) apresentou embargos questionamento o indeferimento de sua candidatura a senador.

Está custando a absolver que tem uma condenação por abuso de poder econômica em sua reeleição, em 2014, sentença proferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os defensores alegam contradições e omissão no processo.

Pedem um “pronunciamento explicito dos temas levantados”. O recurso é uma medida protelatória, com o objetivo de ganhar tempo pela espera de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que ele acredita que virá.

Apela que a promessa do ex-presidente Lula seja cumprida, mas não conta que o candidato (a) do petista a senador na Paraíba não é ele e, sim, Pollyana Dutra (PSB).