A diferença do TRE-PB de hoje para o TRE de ontem

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) está recuperando a imagem de uma Justiça legalista, após livrar o ex-governador Ricardo Coutinho, hoje filiado ao PT, por conduta vedada nas eleições de 2014. Poderia ter cassado o então mandatário paraibano, mas o TSE corrigiu o erro condenando-o e hoje ele está inelegível.

Pois bem. Ontem, a mesma Corte – com novos integrantes – negou recurso do MDB em tentar reverter a cassação de nove vereadores e três suplentes de Monte Horebe, município localizado no Sertão da Paraíba.

A cassação aconteceu por causa de “candidaturas laranjas” de mulheres do partido do Movimento Democrático Brasileiro. Esse é o mesmo tribunal que recentemente cassou os mandatos dos deputados Chió, Bosco Carneiro e Dr. Érico.

Ou seja, o TRE que livrou o ex-governador Ricardo Coutinho da cassação virou a página da história negativa da Justiça Eleitoral da Paraíba.

Os eleitores de Monte Horebe devem voltar as urnas em breve para eleger novos vereadores da cidade, que irão substituir os parlamentares e suplentes cassados.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.