Dr. Júnior repudia intervenção: ‘abrupta e antidemocrática’

Prefeito de Pedras de Fogo, Manoel Júnior disse ter sido surpreendido com a intervenção imposta pela direção nacional do Solidariedade aqui na Paraíba, “de forma abrupta e antidemocrática,”

Por nota, ele criticou o processo que aconteceu, segundo anotou, “sem nenhum diálogo ou comunicação prévia, em total afronta às diretrizes partidárias, à democracia, e ao trabalho que estávamos desenvolvendo.”

Fez um balanço positivo enquanto o partido esteve sob o seu comando. “O Solidariedade-PB saiu da condição de Comissão Provisória, tornando-se Diretoria Estadual e deu início a um processo de crescimento e fortalecimento, chegando ao número de 2.931 filiados, três prefeitos, cinco vice-prefeitos, 25 vereadores, frutos de uma expansão que chegou a 69 municípios,” destacou.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.