Marcelo Queiroga culpa o antecessor por falta da segunda dose da CoronaVac

O ministro Marcelo Queiroga, paraibano, deu o mote que a CPI da Covid-19 estava querendo, ao culpar o antecessor Eduardo Pazuello pela falta da segunda dose da vacina CoronaVac, informa o G1.

A interrupção da imunização aconteceu em março, quando o estoque estava reservado para a segunda dose. Queiroga prevê que a solução já está sendo encaminhada.

“Decorre da aplicação da segunda dose como primeira dose. Logo que houver entrega da CoronaVac, [o problema] será solucionado”, disse o atual ministro.

Felizmente, esse problema não aconteceu na Paraíba, mas, sim, em Aracaju, Porto Alegre, Fortaleza, Porto Velho e Rio de Janeiro. Salvador só tem a vacina para quem deveria ter tomado nos dias 29 e 30.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.