No Twitter, Pedro justifica voto pela soltura de Silveira. E afirma: ‘a prisão é abusiva’

Pedro Cunha Lima (PSDB), claro, saiu em defesa do seu voto pela soltura de Daniel Silveira, deputado federal pelo Rio de Janeiro que está preso por ofensas a ministros do STF – Supremo Tribunal Federal.

Além de integrar o colegiado da Câmara dos Deputados, em Brasília, Pedro é presidente estadual do Partido da Social Democracia Brasileiro. “Abomino tudo que o deputado Daniel Silveira representa…”

“… Assim como abomino, também, tudo que é feito fora das regras do jogo. O crime cometido não pode ser considerado inafiançável. Não está listado no artigo 5º. Infelizmente, o STF errou. Infelizmente, a prisão é abusiva”, escreveu no Twitter.

Nas redes sociais, acabou provocado e respondeu: “Apesar de considerar repugnante o que o deputado Daniel Silveira representa, é preciso seguir as regras do jogo. O certo é o certo. A prisão foi ilegal. Não pode ser na canetada. Seja de onde for. Ainda que se juntem 11 ministros do STF, é preciso obedecer o que está escrito na lei”, arrematou.

Da bancada paraibana, além de Pedro, votou a favor da soltura do parlamentar carioca o deputado Wilson Santiago (PTB). Já Damião Feliciano, se recuperando da Covid-19 em São Paulo, não participou da sessão.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.