Diário Oficial da União traz a exoneração da ex-secretária Cláudia Veras

A ex-secretária Cláudia Veras, da Saúde do Governo Ricardo Coutinho (PSB), investigada pela Operação Calvário, teve a nomeação para a Funasa/PB revogada, conforme edição do Diário Oficial da União. Ela foi exonerada do cargo de técnica auxiliar de Serviço de Saúde II sem ter sido empossada.

Não aguentou a pressão após sua nomeação para o posto no último dia 3 de fevereiro. O caso gerou intensa reação entre aliados do presidente Jair Bolsonaro no Estado. Os deputados Cabo Gilberto (estadual) e Julian Lemos chegaram a prevê a exoneração.

Funcionária de carreira do Ministério da Saúde, Veras antecipou a exoneração e saiu pela porta de trás da Fundação Nacional de Saúde, mesmo tendo informado que a nomeação aconteceu por uma escolha técnica.

Como se sabe, ela é uma das investigadas pela Operação Calvário, na fase em que à Polícia Federal deflagrou uma ação que prendeu o ex-governador Ricardo Coutinho. Havia um mandado de prisão contra Cláudia Veras, mas ela foragiu. Escapou das “algemas”, porém, não dá tornozeleira eletrônica.

A Calvário investiga o desvio de mais de R$ 134 milhões da saúde dos paraibanos durante o Governo Ricardo Coutinho.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.