Fux fulmina ato politico de Romero contra manter a prevenção de vidas

O resultado da judicialização do caso do decreto impedindo a abertura de bares, restaurante e similares na noite do Ano Novo, conforme decreto do governo do Estado, está três a zero para o Executivo estadual no embate com a Prefeitura de Campina Grande.

É importante lembrar que o decreto governamental teve o objetivo de salvar vidas por causa da pandemia do coronavirus. A insistência do prefeito Romero Rodrigues (PSD) tem outra linha de conceito. Ou seja, o político.

Pois bem, a quarta-feira (30) amanheceu com a decisão do ministro Luiz Fux, presidente do Superior Tribunal Justiça, rejeitando acao promovida por Romero contra a sentença do desembargador João Alves, do TJ paraibano, também contrário ao ato promovido pelo prefeito campinense.

 

 

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.