VÍDEO: Pedras de Fogo, uma cidade sem lei e presença do exército era necessária

A juíza Higyna Josita tinha razão quando solicitou tropas federais para garantir a segurança das eleições em Pedras de Fogo, mas o Trubunal Regional Eleitoral entendeu como desnecessário e, agora, a situação está sem controle na cidade. Neste momento, acontece de tudo, desde agressões a ameaças contra correligionários e eleitores do candidato Dr. Júnior (Solidariedade).

Partidários do candidato Lucas Romão, sobrinho do prefeito Dedé Romão, estão interceptando carros de eleitores do ex-deputado federal Manoel Júnior para arrancar adesivos e murchar os pneus.

“Estão aterrorizando o nosso povo, agredindo fisicamente as pessoas com marginais e ex-detentos. Estou indo pra lá e a minha vida está sob proteção do Estado. Acontecendo alguma coisa comigo, a responsabilidade é do governador João Azevedo“, disse Manoel Junior em áudios enviados responsabilizando o comando da segurança pública do Estado.

Dr. Júnior também acusou Valdinho Romão, tio de Lucas Romão de ser um dos mentores. “Valdinho que é marginal, e a família, que são todos corruptos, estão com medos de ir pra cadeia”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.