Famintos: Secretário de Educação de Campina e ex-secretários entre denunciados

O procuradora da República Acácia Soares Suassuna mandou para a Justiça Federal denúncia contra 22 pessoas, resultado das investigações no âmbito da Operação Famintos, deflagrada há pouco mais de um ano em Campina Grande.

Elas responderão por corrupção, peculato, lavagem de dinheiro, fraude e licitação, também de participação em uma organização criminosa. Contra o grupo, existe forte indicio de um esquema de desvio de dinheiro público.

Os alvos são servidores e ex-gestores da Educação de Campina Grande, pessoas que ocupavam cargos de confiança na gestão do prefeito Romero Rodrigues, do PSD.

Entre os denunciados estão o atual secretário municipal de Educação, Rodolfo Gaudêncio, além do ex-secretário de Administração, Paulo Roberto Diniz; e as ex-secretárias de Educação, Iolanda Barbosa e Verônica Bezerra.

E mais: a ex-pregoeira oficial do município, a ex-diretora administrativa de Educação, Maria do Socorro Menezes de Melo; 10 servidores da prefeitura e cinco empresários.

Gaudêncio à época da deflagração da operação era assessor jurídico da Secretaria de Educação, tendo assumido o posto após a prisão de Iolanda Barbosa durante o curso da ação da Polícia Federal.

Os acusados atuavam diretamente em licitações relacionadas a compra de produtos da merenda escolar, utilizando recursos federais.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.