Pés de Barro: PGR não dá sossego ao deputado Wilson Santiago

Um novo capítulo da Operação Pés de Barra veio ao ar nesta sexta-feira (26), com a instauração de um novo inquérito contra o deputado federal Wilson Santiago, a pedido da Procuradoria Geral da República. O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, acatou de pronto.

A Pés de Barro é aquela em que Santiago é acusado da prática de crimes de lavagem de dinheiro, fraude à licitação e peculato. O parlamentar só não teve o mandato cassado agradeça ao cooperativismo dos colegas deputados. Não todos, justiça seja feita aqueles que votaram a favor da cassação.

Wilson não está só nessa encrenca. Com ele estão sendo alvos do novo inquérito, o prefeito João Bosco, de Uiraúna; Evani Ramalho, Israel Nunes de Lima, Severino Batista do Nascimento, Luiz Carlos de Almeida e George Ramalho Barbosa.

No despacho ao pedido da PGR, o ministro Celso de Mello destaca: “Restou frustrada, até a presente data, quando já transcorridos mais de cinco meses da data do oferecimento da denúncia, e não obstante as reiteradas tentativas nesse sentido, a notificação do acusado José Wilson Santiago”.

Determinou que “se renove a diligencia de notificação, porque as circunstâncias evidenciaram, segundo as certidões exaradas nos atos, que o comportamento do congressista, ora notificado, parece justificar a ocorrência de ‘suspeita de ocultação”’.

Blog/Polêmica Paraíba

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.