Romero diz que culpa das contas reprovadas é do ex-contador

Nesse primeiro momento o prefeito Romero Rodrigues vai ter que conviver com o desgaste, administrativamente em decorrência da reprovação, por unanimidade, de suas contas e, politicamente, porque os eleitores ficam com uma mosca por trás da orelha.

Por isso, correu para acusar de erro o ex-contador da prefeitura do segundo maior colégio eleitoral da Paraíba.

Mas o que é fato é que as contas da gestão Romero foram reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado, uma demonstração que a Corte também trabalha a recuperação da imagem, desgastada por envolvimento de alguns dos seus membros em investigações dos policiais federais, Gaeco e etc.

Romero já adiantou que vai buscar restabelecer a verdade, mas daqui que isso aconteça o desgaste vai estar muito longe do seu domínio. As contas foram rejeitadas porque, como se sabe, por não cumprir o que estabelece de percentual de gastos na Educação.

Diz-se que vem mais ruim por aí e desta vez o ex-contador não pode ser responsabilizado pelo que vier adiante.

One comment

  1. Prefeito, sejamos sérios!
    É muito fácil atribuir culpabilidade aos outros, fugir de suas responsabilidades. Todavia, vale lembrar que “Contador” não ordena despesas, não autoriza gastos, não estabelece prioridades, não homologa licitações, não assina cheque, ele apenas cumpre com suas funções de registrar e prestar informações sobre os atos e fatos da gestão, sibsidiando-as para fins de tomada de decisões, logo, o que vai ou foi estabelecido como meta ou prioridade, a exemplo dos Gastos mínimos com a Manutenção e Desenvolvimento da Educação (MDE-25%), nunca, jamais mais poderá vir a ser atribuído ao Contador, essa falha da gestão e do gestor, afinal, o que tem haver uma coisa com outra? ENTENDEU? OU VAI QUERER QUE EU DESENHE?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.