Se Livânia mudar depoimento (?); não vai acontecer nada, acredita-se

Atentai para a notícia veiculada no blog de Helder Moura sobre informações que a ex-secretária estadual de Administração, Livânia Farias, estaria recebendo afagos para livrar a cara do ex-governador Ricardo Coutinho.

Carimbado como “comandante máximo” da ORCRIM, que teria desviado mais de R$ 134 milhões da saúde dos paraibanos, Coutinho seria beneficiado em outra delação  premiada de Livânia no âmbito da Operação Calvário.

Livânia é peça chave das investigações. Porém, está em segundo plano se comparada ao lobista Daniel Gomes da Silva, que funcionava no governo do ex Ricardo Coutinho como uma espécie de suplente de governador. Afinal de contas, mandava em tudo, inclusive desfazer decisões do titular.

Ele também está abaixo de Ivan Burity, responsável por ir e vir com as malas cheinhas de dinheiro, que eram “depositadas” no banco da Granja Santana, residência oficial do governador, antes da Calvário denunciado pela ex-primeira dama Pâmela Bório.

Mas, enfim, é importante que o Gaeco fique atento para não cair em possível conto de Livânia, que não sabe o risco que está incorrendo, inclusive de voltar para o lugar em que passou hospedada por mais de 40 dias, à cadeia.

É bom lembrar, no entanto, que o grupo que instalou o esquema criminoso já está denunciado pelo Ministério Público do Estado, cuja denúncia, óbvio, foi acatada pelo desembargador-relator da Operação Calvário, Ricardo Vital de Almeida.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.