Coronavírus: Cartaxo altera horário de funcionamento do comércio

O prefeito Luciano Cartaxo segue com as medidas para conter o avanço da pandemia do coronavírus em João Pessoa, anunciando agora há pouco mais medidas, a exemplo da mudança no expediente do comércio. Passará a ser das 9h às 15h, com a diminuição de três horas ao horário comercial.

“A ideia será reduzir ainda mais o fluxo de passageiros no omento de pico”, justificou Cartaxo. As novas medidas foram discutidas como representantes do CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas – e tem início a partir desta sexta-feira (20).

Vale para shoppings populares administrados pela gestão municipal. A decisão não altera o funcionamento de serviços de abastecimento nem de prevenção, como mercados públicos, mercearias, supermercados, padarias, feiras livres, farmácias e postos de gasolina.

Ficou acertado, ainda, que os restaurantes populares que atendem mais de 2,3 mil pessoas, passarão, a partir de amanhã, a entregar a refeição em marmitas, com as devidas orientações para serem consumidas em casa. Nos caso dos moradores de rua, eles serão alimentados nos restaurantes populares gratuitamente, ofertados em recipientes descartáveis e maior espaçamento entre uma mesa e outra.

“Como fizemos desde o primeiro momento, seguimos dando sequência a um plano integrado de ação, que busca conter a propagação do vírus. Dialogamos com os setores envolvidos antes de fazer as novas recomendações, que buscam restringir, ainda mais, a concentração de pessoas”, disse o prefeito Luciano Cartaxo.

Lembrou, ainda, e vem dando certo, o seguinte: “Como já acontece nas escolas e creches, os restaurantes populares estão aprimorando a forma de atendimento ao público, com a oferta da alimentação em recipientes adequados às medidas de prevenção e gratuidade para as pessoas em situação de rua. O esforço precisa ser permanente e coletivo. Só assim vamos conseguir reduzir a transmissão do vírus”.

Edital – Como ação preventiva, Cartaxo também determinou a abertura de um edital voltado às instituições de longa permanência que acolhem pessoas idosas. Serão destinados R$ 600 mil para aquisição de equipamentos e insumos que contribuam com a prevenção ao coronavírus.

A Secretaria de Desenvolvimento Social indicou que o edital de R$ 600 mil, anunciado entre a Prefeitura e organizações da sociedade civil destina-se aos serviços de acolhimento de idosos em instituições de longa permanência. Os recursos serão voltados às medidas de prevenção ao novo coronavírus. O envio das propostas vai até o dia 13 de abril.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.