Santiago segue de mãos dadas com o seu partido e a Câmara Federal

No PTB, ninguém solta a mão de ninguém. Prova viva é o deputado federal Wilson Santiago, que se envolveu em malfeito no repasse de propina de emenda de sua autoria, que seria destinada a obra de uma adutora, e ficou por isso mesmo.

Pelo menos em nível de partido e do parlamento chamado Câmara Federal, que inocentou Santiago da prática de corrupção, após ordem de afastamento do ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal.

Santiago, segundo dizem, sumiu das atividades parlamentares desde o seu julgamento no plenário da Câmara, em Brasília. Lá, como no PTB, ninguém solta a mão.

One comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.