Octávio Paulo Neto: ‘Neste país só quem não pode pagar, fica preso’

No Facebook, o promotor Octávio Paulo Neto, coordenador do Gaeco/Paraíba, também responsável pela investigação da Operação Calvário, disse que “neste país só quem não pode pagar, fica preso”.

Escreveu, ainda, que “pior são os pseudos filósofos e suas alegorias narrativas que tentam justificar os maiores absurdos processuais sob a alegação do pleno exercício de um direito…”

“… Como se não existisse direito a segurança… a vida… ao patrimônio e principalmente ao futuro”.

E arrematou: “Enquanto isso a corrupção apodrece todos os alicerces de nosso país… consome nossa esperança… Enquanto isso poucos se refestelam e gracejam”.

Paulo Neto tem credibilidade e a confiança dos paraibanos.

One comment

  1. mais tem como a policia checar o pagamento, se através via banco ou outra forma de pagamento, em dinheiro vivo um bem como terreno joias etc, se a policia tiver o aval do poder publico certamente que se chegara ao final. o problema é que neste caso tem muíta gente que estar compromissado com o crime..

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.