STJ mantém, por unanimidade, afastamento de Arthur e Nominando

Em decisão unanime agora há pouco, o Superior Tribunal de Justiça, através de sua Corte Especial, manteve o afastamento dos conselheiros do Tribunal de Contas da Paraíba, Nominando Diniz e Arthur Cunha Lima.

Ambos são acusados de receber propina para aprovar as contas da Cruz Vermelha do Rio Grande do Sul, usada pelo ex-governador Ricardo Coutinho, também ex-presidiário, para desviar dinheiro de hospitais administrados pelo Estado.

Arthur e Nominando Diniz foram afastados em dezembro pelo ministro Francisco Falcão, relator do caso no âmbito no Superior Tribunal de Justiça, decisão confirmada pelos demais integrantes da Corte Especial.

A investigação apura crimes de organização criminosa, fraude a licitação, lavagem de dinheiro.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.