PT magoou por opção partidária de João; não faz nenhuma falta

Se romper, o PT não irá fazer falta na base aliada do governador João Azevedo. Porém, precisa, desde já, colocar os cargos que ocupa na máquina estadual à disposição.

Os petistas não gostaram do anuncio da filiação do governador ao Cidadania, ex-PPS, partido que esteve na oposição enquanto os petistas detinham o poder central.

Agora, se acham no direito de reagir contra o novo partido de João, que quando distante do pecado melhor. É o PT é igual ao PSB, que o petismo pretende continuar seguindo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.