TCE/PB tenta recuperar imagem arranhada por Operação Calvário

Do presidente do TCE – Tribunal de Contas do Estado, Arnóbio Viana, vem uma decisão que poderá tornar sem efeito decisões passadas de fatos relacionados as investigações da Operação Calvário/Juízo Final.

São decisões levadas ao plenário por conselheiros afastados ou que estão na mira do Ministério Público, Polícia Federal, Ministério Público Federal e Controladoria Geral da União.

Está escrito no ato publicado no Diário Oficial do TCE, por exemplo, os fatos criminais agora revelados e, portanto, tendo a necessidade de uma verificação das deliberações proferidas.

Como se sabe, por decisão judicial, estão afastados dos respectivos cargos os conselheiros Nominando Diniz e Arthur Cunha Lima, além de outros dois objetos de investigação, dentre ele o ex-presidente André Carlo.

Pois bem, será que vale a pena se acompanhar de malfeitor.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.