Berg organiza ‘clark’ para evitar cassação; Kita fez a denúncia

Jefferson Kita, presidente da Câmara de Bayeux, disse ter prova sobre a organização de uma “clark” de Berg Lima para pressionar os vereadores no julgamento de cassação do prefeito, amanhã.

“É composta por servidores, que serão retirados dos seus locais de trabalho para tumultuar a sessão extraordinária que vai julgar o processo de cassação do prefeito”, afirmou Jefferson.

Neste processo, Berg Lima responde por irregularidades no pagamento adicionais a integrantes da guarda municipal. Kita informou que denunciou a movimentação ao Ministério Público e vai pedir presença de policiais.

O prefeito, que passou cinco meses preso acusado de recebimento de propina, inclusive com o flagrante de dinheiro na cueca, caminha para ser cassado.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.