2020: Procura-se um nome no grupo dos girassóis e não encontra

O PSB não tem como apresentar nenhum candidato as eleições majoritárias deste ano, nem em João Pessoa, Campina Grande ou em outros colégios eleitorais do Estado. O partido perdeu a moral e a ética com o escândalo de corrução desbaratado pelo Operação Calvário/Juízo Final.

O último a entrar de cabeça na organização criminosa instalada na Paraíba durante o governo do ex-presidiário Ricardo Coutinho, segundo o delator Leandro Nunes, foi o deputado federal Gervásio Maia, que teria recebido R$ 300 mil em espécie.

Portanto, não tem discurso algum para entrar na disputa. Restou quem, então? Ninguém. A tendência, além disso, é a desidratação já no período da abertura de janela, que permitirá a mudança de partido.

O PSB paraibano se transformou numa organização criminosa. A Operação Calvário investigou e constatou isso, e o Ministério Público já denunciou 35 pessoas, dentre elas Ricardo Coutinho, o chefão e todo poderoso, além das deputadas Estela Bezerra e Cida Ramos.

Quanto a Gervásio Maia, bem…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.