Urgente: ‘Cori’ está exonerado do cargo de Secretário Parlamentar

Coriolano Coutinho não pertence mais ao grupo de ocupantes de cargo comissionado da Câmara Federal, onde era lotado no gabinete do deputado Gervásio Maia. Sua exoneração ocorreu três dias após ser preso durante a 7ª fase da Operação Calvário/Juízo Final.

A prisão aconteceu em 17 de dezembro e no dia 20, portanto, três depois de ir para o xilindró, Coriolano estava exonerado por decisão do deputado Gervásio Maia. Ele é acusado de arrecadar valores pela organização criminosa instalada na Paraíba no governo de Ricardo.

O ato de exonerando “Cori”, como é vulgarmente conhecido o irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, também ex-presidiário, foi publicado numa edição suplementar (veja abaixo) do boletim administrativo da Câmara dos Deputados.

Com a demissão sumária, o beneficiário do cargo na Câmara, em Brasília, perdeu o equivalente a R$ 13 mil de salário mensal. Coriolano exercia a função de Secretário Parlamentar.

Confira o ato:

3 comments

  1. Pode ir atrás que ficou um laranja!!! O que vc acha que Gervazinho não recebeu de propina para campanha, tendo o presidiário como assessor parlamentar?? Um cara com o dinheiro comprando votos e fora o que ele roubou da assembleia!!!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.