Ricardo se junta aos demais na Penitenciária Média de Mangabeira

Mesmo alegando “inocência”, o ex-governador Ricardo Coutinho teve sua prisão mantida na manhã desta sexta-feira (20), decisão anunciada pelo juiz Adilson Fabrício, que comandou a audiência de custódia hoje e com os demais implicados no âmbito da Operação Calvário/Juízo Final.

Coutinho vai cumprir prisão na Penitenciária de Segurança Média de Mangabeira, em João Pessoa, onde já estão os ex-auxiliares, Gilberto Carneiro, Waldson de Sousa e o irmão do ex-governador, Coriolano Coutinho.

Os advogados ainda tentaram a revogação da prisão por medidas populares, alegando que o agora presidiário não exerce mais nenhum cargo público, mas o magistrado negou. Também pediu para que não fosse encaminhado para a Média de Mangabeira. Tentativa frustrada.

O juiz Adilson Fabrício ponderou em todas as alegações do advogado: “Não vejo que a presença dos demais iria prejudicar a segurança do custodiado”, acrescentando que “são pessoas do convívio dele”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.